Postalis realiza palestra sobre Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD)

O Postalis vai realizar no dia 21 de maio, às 11h, para o seu público interno, a palestra “Privacidade – Lei Geral de Proteção de Dados”, com a Dra. Eleonora Nacif, coordenadora de Prevenção e Recuperação de Ativos da FUNCEF.

Na oportunidade, a Dra. Eleonora Nacif fará uma análise sobre o filme “Anatomia De Uma Queda” sob a ótica da Privacidade e suas implicações criminais na exposição da intimidade das relações privadas.

A palestra será em formato presencial e virtual e proporciona um início de debates sobre LGPD, com objetivo de conscientizar e capacitar os trabalhadores quanto a importância da Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD).

A LGPD Lei n° 13.709/2018, foi promulgada para proteger os direitos fundamentais de liberdade e de privacidade e a livre formação da personalidade de cada indivíduo. A Lei fala sobre o tratamento de dados pessoais, dispostos em meio físico ou digital, feito por pessoa física ou jurídica de direito público ou privado, englobando um amplo conjunto de operações que podem ocorrer em meios manuais ou digitais.

“Entendemos que a LGPD aplicada de forma correta, dentro dos princípios e em consonância com os demais atos normativos do Postalis, permitirá um tratamento de dados seguro, ético e transparente em todas as ações do Instituto”, disse Camilo Fernandes dos Santos, presidente do Postalis.

De acordo com o gerente de Proteção de Dados, Arnobio Rocha, a ideia é abordar conceitos de LGPD no contexto do filme no âmbito das relações privadas e empresarial, “Essa iniciativa demonstra um compromisso valioso do Postalis com a conformidade com a LGPD, o que é crucial para informar aos trabalhadores sobre a importância e a conscientização no processamento de dados dentro de suas atividades diárias”, disse.

Compondo a lista de palestrantes do evento, a gerente jurídico do Postalis, Cristina Motta irá abordar o tema da Ética e seus limites nas relações privadas quando expostas num ambiente jurídico e criminal.

Postalis tem novo Regulamento para Empréstimos

Regras passaram por mudanças significativas e foram unificadas para os planos PBD e Postalprev

As carteiras de empréstimo do Postalis foram abertas nesta quarta-feira (08) para novas concessões e já sob novas regras. Veja quais são elas:

    • Unificação dos Regulamentos: as regras dos dois planos de benefícios foram unificadas e estão disponíveis para consulta no link: https://www.postalis.org.br/biblioteca/ .
    • Estabelecimento de Mínimos: a concessão mínima será de R$ 500, com uma prestação mensal mínima de R$ 50.
    • Critério de Margem Consignável: foi incluído um critério de margem consignável para garantir a continuidade do pagamento após o término da suspensão de pagamento a pedido.
    • Inclusão de Cláusula sobre LGPD: uma cláusula relacionada à Lei Geral de Proteção de Dados foi adicionada para dar mais segurança ao processo.
    • Prazos Máximos: a concessão, renovação e renegociação agora tem prazo máximo de 120 meses.
    • Escalonamento do prazo por faixas etárias específicas: de 18 a 70 anos, o prazo máximo será de 120 meses; de 70 a 86 anos, o prazo será alterado com um fator de decaimento; acima de 86 anos, o prazo máximo será de 24 meses.

Outra novidade importante é que foram estabelecidas regras gerais para a realização do protesto em caso de inadimplência. Durante a concessão, por exemplo, não haverá pesquisa ou validação de protesto ativo no momento da solicitação de empréstimo. O protesto do contrato inadimplente será realizado a partir de 03 (três) parcelas em aberto, e no valor mínimo da parcela inadimplente de R$ 1.000,00 (mil reais).

Conforme prática de mercado, a responsabilidade legal pela baixa do protesto passa a ser realizada pelo próprio participante. O Instituto indicará a CDL – Clube de Diretores Lojistas /DF para que repasse todas as orientações necessárias.

Lembrando que as regras e benefícios do Empréstimo Postalis continuam excelentes e incluem cobrança consignada, prazo de até 120 meses para pagar, taxa de juros de menos de 1% ao mês, sem limite de idade para concessão, quitação por morte e invalidez e revisão do empréstimo no caso de perda de função.

Faça uma simulação no Postalis Online!

Está aberta a Carteira de Empréstimo do Postalis para o mês de maio!

Os participantes ativos e assistidos do Plano de Benefício Definido (PBD) e do Postalprev já podem contar com o nosso serviço de empréstimo.

Está aberta a carteira de empréstimo do Postalis do mês de maio, gerando possibilidades de solicitação de crédito e novas oportunidades para concessão. Neste mês, a taxa de juros permanece a menor do mercado, com média de 0,82% ao mês, já incluída a taxa administrativa. A menor taxa de juros dos últimos anos!

A carteira de empréstimos é uma modalidade de investimentos que permite retornos para os planos de previdência. Ao mesmo tempo, ela ajuda os participantes a organizar sua vida financeira em momentos de necessidade, com condições competitivas, já que o Instituto não tem fins lucrativos.

No site do Postalis, pelo serviço Postalis Online, o participante pode utilizar o simulador para calcular os valores e prazos de pagamentos disponíveis de acordo com sua margem consignável e o seu percentual de contribuição aos planos. Os prazos podem variar de 06 a 120 meses (10 anos), por exemplo. O processo é totalmente digital – inclusive a assinatura – e bastante simples, e ainda há um vídeo tutorial para orientar os interessados (clique aqui).

O prazo de solicitação vai até o dia 23 de maio e depósito do valor contratado será feito no dia 29 de maio, a depender da data de contratação, na mesma conta cadastrada para o recebimento de salário ou benefício. Nosso empréstimo é rápido e seguro. O dinheiro é creditado em conta seguindo nosso calendário e as prestações serão descontadas mensalmente no contracheque.

Postalis abre carteira de empréstimos de março

Juros de 0,94% a 0,96% ao mês estão entre os menores do mercado já incluída a taxa administrativa

O Postalis abriu hoje (7/3) a carteira de empréstimos do mês de março, oferendo crédito a participantes e assistidos do Plano de Benefício Definido (PBD) e do Postalprev. Até o dia 26 o Instituto vai realizar simulações e receber solicitações. Os valores serão depositados nos dias 13, 15, 20, 22 e 27. O mês terá apenas um feriado, no dia 29 (Sexta-Feira da Paixão). A data de depósito varia conforme o pedido, submetido à análise e, em seguida, à assinatura do contrato. Os empréstimos do Instituto são creditados na mesma conta cadastrada para o recebimento de salário ou benefício, que deve estar atualizada. Confira o cronograma:

 

Participantes e assistidos que possuam margem consignável e que tenham contribuído com o plano nos últimos seis meses, ininterruptos, estão aptos a solicitar empréstimos. As taxas de juros, já incluída a despesa administrativa, variam de 0,94% a 0,96% ao mês, a depender do plano e do prazo de pagamento. Clique aqui e veja todas as condições.

Participantes que quitaram empréstimos na campanha Desenrola Postalis já têm direito a novos empréstimos. Aqueles que assinaram a renegociação de seus contratos poderão solicitar novos créditos depois do pagamento em dia das primeiras seis parcelas.

No Postalis Online, o participante pode utilizar o simulador para calcular os valores e prazos de pagamentos, que vão de 6 meses até 120 meses (10 anos). O processo é totalmente digital – inclusive a assinatura – e bastante simples, e ainda há um vídeo tutorial para orientar os interessados (clique aqui). Os valores disponíveis variam conforme a idade e margem consignável.

Em caso de dúvidas, a Central de Atendimento está disponível pelo telefone 0800 879 0300, de segunda a sexta-feira, das 8h às 18h.

Carteira de empréstimos de fevereiro já está aberta

Juros de 0,94% a 0,96% ao mês estão entre os menores do mercado já incluída a taxa administrativa

Está aberta a carteira de empréstimos do Postalis para participantes e assistidos do Plano de Benefício Definido (PBD) e do Postalprev. As simulações e solicitações de crédito podem ser feitas pelo Postalis Online até o dia 25 de fevereiro. Os valores serão depositados na mesma conta cadastrada para o recebimento de salário ou benefício, nos dias 16, 21, 23 e 28, após a análise e assinatura do contrato.

Confira o cronograma:

Participantes e assistidos que possuam margem consignável e que tenham contribuído com o plano nos últimos seis meses, ininterruptos, estão aptos a solicitar empréstimos. As taxas de juros, já incluída a despesa administrativa, variam de 0,94% a 0,96% ao mês, a depender do plano e do prazo de pagamento. Clique aqui e veja todas as condições.

Participantes que quitaram empréstimos na campanha Desenrola Postalis já têm direito a novos empréstimos. Aqueles que assinaram a renegociação de seus contratos poderão solicitar novos créditos depois do pagamento em dia das primeiras seis parcelas.

No Postalis Online, o participante pode utilizar o simulador para calcular os valores e prazos de pagamentos, que vão de 6 meses até 120 meses (10 anos). O processo é totalmente digital – inclusive a assinatura – e bastante simples, e ainda há um vídeo tutorial para orientar os interessados (clique aqui). Os valores disponíveis variam conforme a idade e margem consignável.

Em caso de dúvidas, a Central de Atendimento está disponível pelo telefone 0800 879 0300, de segunda a sexta-feira, das 8h às 18h.

Inscritos no Desenrola só tem até o fim de janeiro para renegociar débitos

Postalis oferece condições especiais que evitam negativação, protesto e ações judiciais

Faltam pouco mais de 10 dias para participantes e assistidos em dívida com os empréstimos do Postalis renegociarem seus débitos com juros reduzidos e muitas outras vantagens. A campanha Desenrola será encerrada no dia 31 de janeiro e ainda há cerca de 4 mil contratos em atraso que podem se beneficiar de juros menores de 1% ao mês, prazo de até 120 meses (10 anos) para pagar e redução ou até isenção de taxas e encargos. Caso tenha interesse e ainda não tenha ouvido sua proposta, entre em contato com a Central de Atendimento, pelo telefone 0800 879 0300, nos dias úteis, das 8h às 18h.

Os atendentes do Postalis também estão ligando para os inscritos no Desenrola que ainda não fecharam a renegociação. Não deixe de atender para não perder essa oportunidade de economizar, limpar seu nome e voltar a ter acesso a crédito. Até o momento, 720 contratos protestados já foram retirados sem taxa durante a campanha. Vale lembrar: dívidas não pagas estão sujeitas à negativação, protestos e ações na Justiça, resultando em custos muito maiores para o participante do que os do próprio empréstimo.

Aos que aceitam renegociar estão disponíveis alternativas para quitar totalmente o empréstimo ou somente o saldo inadimplente. A entrada é facilitada com o valor mínimo de R$ 100 e as parcelas passam a ter prazo mais longo, que pode chegar a 10 anos. O valor da parcela renegociada tem que ser menor que a margem consignável disponível no dia da renegociação. Os descontos nos encargos aumentam conforme o tempo de inadimplência: 50% para atrasos até 12 meses, 75% de 12 a 60 meses e 100% acima deste período. Contratos quitados com valores menores de R$ 5 mil não pagarão taxas de protesto. Em casos de dívidas já ajuizadas, os escritórios de cobrança judicial do Postalis darão desconto de 40% nos honorários advocatícios. Ao pagar as seis primeiras parcelas da renegociação em dia, o participante ou assistido volta a ter direito a contratar novos empréstimos.

A intenção do Instituto é que as pessoas possam reorganizar sua vida financeira com condições especiais, evitando prejuízos financeiros e preocupações com a Justiça. Por isso, é fundamental ouvir sua proposta e renegociar os débitos dentro do prazo do Desenrola, até o fim do mês de janeiro.

Última chance: Postalis estende campanha Desenrola até o fim de janeiro

Participantes com débitos nos empréstimos contam com juros reduzidos, descontos e até isenção de taxas e encargos

Para quem perdeu o prazo de renegociar dívidas com o Postalis, o Instituto abriu novamente a carteira de empréstimo e mais uma chance para os participantes e assistidos com débito nos empréstimos. A prorrogação da campanha Desenrola Postalis até 31 de janeiro é a oportunidade de renegociar os contratos com juros menores de 1% ao mês, prazo de até 120 meses (10 anos) para pagar e redução de taxas e encargos. Também estão disponíveis alternativas para quitar totalmente o empréstimo ou somente o saldo inadimplente.

A campanha teve início em 2023 e já renegociou R$ 21,2 milhões, mais de 40% do total devido pelos inscritos na campanha. Para ampliar as possibilidades a quem ainda não conheceu sua proposta ou não concluiu a negociação, o Postalis decidiu pela extensão da Desenrola até o fim de janeiro.

“Sabemos que dezembro é um mês cheio de compromissos, por isso é importante dar mais tempo às pessoas para a reflexão sobre as vantagens da campanha”, afirma o diretor de Investimentos, Carlos Alberto Zachert. “Passadas as festas, voltamos a mostrar o quanto é possível economizar com juros menores, diminuição e até isenção de encargos. É uma chance única de começar 2024 com as contas em dia”, completa. Os atendentes entram em contato por telefone com os inscritos, mas os interessados também podem procurar diretamente o Instituto para conhecer suas propostas pelo 0800 879 0300, nos dias úteis, das 8h às 18h.

Os descontos nos encargos aumentam conforme o tempo de inadimplência: 50% para atrasos até 12 meses, 75% de 12 a 60 meses e 100% acima deste período. Na renegociação, a entrada é facilitada com o valor mínimo de R$ 100 e parcelas em prazo mais longo, que pode chegar a 10 anos. Contratos quitados com valores menores de R$ 5 mil não pagarão taxas de protesto. Para dívidas ajuizadas, o Postalis concede desconto de 40% nos honorários advocatícios. Além de organizar as contas, os participantes e assistidos que pagarem as seis primeiras parcelas da renegociação em dia voltam a ter direito a contratar novos empréstimos.

A campanha Desenrola já provocou efeito positivo na carteira de empréstimos do Postalis. Pela primeira vez, o Instituto atingiu, em dezembro de 2023, a marca de R$ 1 bilhão em recursos emprestados e pagos em dia pelos participantes e assistidos dos planos PBD e Postalprev. O volume é 22% maior do que o registrado no ano anterior. Com a prorrogação, os números devem melhorar ainda mais, contribuindo para a rentabilidade positiva dos planos de previdência ao mesmo tempo em que ajudam as pessoas a manterem sua vida financeira mais equilibrada.

Postalis renegocia mais de R$ 292 mil no 1º sábado de contato da Campanha Desenrola

Central de Atendimento realiza as ligações para os participantes inscritos, então fique atento para não perder essa oportunidade

Uma equipe especializada da Central de Atendimento iniciou, no último sábado (9/12), o reforço das ligações da campanha Desenrola, para renegociar contratos de empréstimos inadimplentes. Foram 110 ligações atendidas que já resultaram em 55 propostas aceitas – as demais ainda podem ser aceitas durante o prazo da campanha, até o fim de dezembro. As renegociações do sábado somam um montante de R$ 292.223,44, com valor de entrada equivalente a R$ 34.756,81.

“Já são 55 pessoas que irão começar o ano com a vida financeira mais equilibrada. O potencial é muito maior, já que estamos procurando ativamente todos os mais de 5 mil inscritos na campanha Desenrola, nos dias úteis e aos sábados. É nossa missão oferecer condições facilitadas para ajudar nossos participantes a sair de uma situação difícil e se reorganizarem”, comenta o presidente do Instituto, Camilo Fernandes dos Santos.

Fique atento: os atendentes estão ligando para todos os inscritos ao longo da semana, no horário comercial. Para facilitar o contato em caso de compromissos dos participantes nos dias de semana, a equipe do Postalis irá ligar também no próximo sábado (16/12), das 8h às 12h, utilizando o número (61) 2106-4700. Não deixe de atender para ouvir sua proposta, em condições especiais e facilitadas. Além dos juros menores de 1% ao mês, o prazo será estendido até 120 meses para pagar (10 anos), os encargos serão reduzidos em 50%, 75% ou 100%, de acordo com o período de atraso, além de isenção de custos de protesto de dívidas até R$ 5 mil. Caso não efetive a renegociação, o participante continuará arcando com juros maiores, prazos e despesas previstos originalmente em seu contrato, perdendo a oportunidade de economizar e se mantendo inadimplente, portanto, sem permissão para contratar novos créditos.

Se você recebeu a ligação do Postalis e não conseguiu atender, pode entrar em contato com a Central de Atendimento 0800 879 0300 e pedir para conhecer a sua proposta. É sua oportunidade de começar 2024 com as contas em dia!