abrir

Esclarecimento sobre matéria da SEC no jornal Valor Economico

quinta-feira, 30 de agosto, de 2012, 17:24.
Imprimir | Versão em PDF Enviar por email

O jornal Valor Econômico publicou em sua edição de hoje reportagem que trata de
acusação promovida pela Securities and Exchange Comission (SEC), entidade
reguladora do mercado de capitais dos Estados Unidos, contra uma gestora de
recursos brasileira e respectivos sócios, por fraude nos valores de comissões de
operações realizadas no âmbito de fundos de investimentos sob sua gestão. 
O Postalis é mencionado na reportagem porque é um investidor que adquiriu cotas do
Brasil Sovereign II Fundo de Investimento Dívida Externa (“Brasil Sovereign II FIDE”),
que teve como gestora a empresa Atlântica Administração de Recursos Ltda
mencionada na reportagem como alvo da acusação da SEC, juntamente com os seus
respectivos sócios.
O Brasil Sovereign II FIDE é um fundo de investimento constituído no Brasil e regulado
pela Instrução nº 409/04 da Comissão de Valores Mobiliários (CVM), tendo como
política de investimento a aquisição preponderante de títulos representativos de dívida
externa de responsabilidade da União Federal.
O Postalis adquiriu cotas do Brasil Sovereign II FIDE, quando da vigência da
Resolução do Conselho Monetário Nacional nº 3.456/07, a qual autorizava essa
modalidade de investimento pelas entidades fechadas de previdência complementar
(EFPC). A  atual Resolução do Conselho Monetário Nacional nº 3.792/09
continua admitindo essa modalidade de aplicação.
O investimento seguiu a Política de Investimentos e padrões para mitigação de riscos
adotados pelo Postalis, tendo sido observadas as regras de governança e controle do
Instituto.
No caso do Brasil Sovereign II FIDE, o Postalis foi surpreendido nesta data com a
informação de uma acusação no exterior em face da ex-gestora Atlântica e dos seus
respectivos sócios. O Postalis está apurando o que, de fato e de direito, aconteceu e
não hesitará em tomar as providências cabíveis em caso de algum prejuízo ou desvio
no mandato de tal gestora à época ou da administradora, nos termos do regulamento
do referido fundo de investimentos e das regras legais aplicáveis.
O Postalis esclarece ainda que não se manifestou, quando instado inicialmente pela
jornalista Luciana Bruno, pois a noticia não mencionava o nome do Instituto e
tampouco a quais fundos se referia a matéria do jornalista Fernando Torres,
motivadora do questionamento da supra citada jornalista.
A Diretoria

Imprimir | Versão em PDF Enviar por email